domingo, 30 de abril de 2017

Quietude

Inquietude que a quietude definitiva trás
Pensamentos e ideias e conjecturas
O temor e a certeza
O horror e a beleza
O caminhar trêmulo, o seguir forte
Certeza de vida e morte
Certeza de que algo é sorte
Mas um tanto maior é construção

Caminhar o caminho errante certeiro
Dentro e fora do próprio canteiro
Acertar o passo, o rumo
Ajeitar a coluna, o prumo
Cheirar as flores, cultivar amores
Olhar o sol, desfrutar a lua
Pensar e pensar e tentar aceitar
A inquietude que essa quietude nos trás

Nenhum comentário:

Postar um comentário