quarta-feira, 16 de junho de 2010

Ata-me

Olha-me nos olhos, não desvia.
A melhor conversa começa assim
Na penetração de almas que não se esquivam,
Que se mergulham e se declaram.

Olha-me nos olhos, não fuja.
A melhor relação continua assim
Na penetração das palavras e das ideias tidas,
No toque do olhar, da fala, da pele.

Olha-me nos olhos, mova-se(me).
A melhor atitude é demonstrar-se
Na penetração das intenções a serem claras.
Olha-me, toca-me, ata(ca)-me.

13 comentários:

  1. Amei os três poemas, mas, principalmente, de ata-me.

    Olha-me nos olhos, não desvia, não fuja, mova-me, toca-me, ata-me! Lindo!!!

    beijão procê!

    ResponderExcluir
  2. Ata-me lembra-me o filme do mesmo nome.

    Procuro não me atar à ninguem, nem permito que se atem a mim. Olho no olho, verdades e transparências, mas com muita liberdade.

    Muito reflexivo, Ivan!

    Parabéns, amigo!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  3. Lindo! Reconheço-me nestas palavras.

    ResponderExcluir
  4. Tão íntimo! Tão sensual! Tão belo ...
    Envolve e até seduz quem lê ...
    Amei!

    ResponderExcluir
  5. Ivan,

    pelos olhos penetramos aquilo mais íntimo que carregamos, a nossa essência

    gosto de corujas, carregam o mistério da lua,
    por percorrem as noites,

    poeta goano,
    despejo abraços,

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso!
    Adorei de verdade!
    A maneira como ata-me vai desembocar em ataca-me.
    Estava eu ontem mesmo conversando justamente sobre esta frase: ''A melhor atitude é demonstrar-se''
    Ainda que eu não consiga obedecê-la muitas vezes
    E seu texto mais uma vez me decifra com uma competência incomparável.

    ResponderExcluir
  7. Patrícia,
    Obrigado pela leitura. Sempre bom ser lido. Não é à toa que escrevemos, afinal.
    Beijo grande.

    Mirze,
    Se me permite, penso bem diferente. Na vida sempre nos atamos às pessoas, a não ser que não queiramos desenvolver relações. Atar-se e ser atado não significa posse ou prisão. Não foi neste sentido que escrevi. Acho que você compreendeu a questão quando disse "Olho no olho, verdades e transparências, mas com muita liberdade." É exatamente isto.
    Beijos.

    Denise,
    Obrigado por ler, comentar... Atar é um verbo a ser conjugado sempre. Onde, por que e com quem, cada um decide.
    Beijãozão olho no olho, moça linda.

    Aline,
    Seguidora fiel. Que bom que gostou. Você sabe o quanto seus comentários são bons pra mim, né?
    Beeeeeeeeeeeeeijo.

    Márcio,
    Obrigado pelo elogio. Gosto de brincar e fazer jogos com as palavras tentando obter um sentido maior que a simples idéia. Que bom que gostou.
    Abraços.

    Pâmela,
    Os olhos são algo mesmo de muito importante. Olhar nos olhos, conseguir fixar, ainda que sem dizer uma palavra, é dizer muito.
    Beijo, bella.

    Pedro,
    Ata-me e ata(ca)-me são, no fundo, uma só coisa, neste contexto. Se não nos damos a conhecer, se não arriscamos, não vivemos. Não erra quem não tenta. Sempre bom tê-lo por aqui.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Ata-me,ataca-me que jogo lindo de palavras, um deleite para a alma...Caberia um poema em resposta,estou amadurecendo a idéia. Aceita? Se aceitar eu encaro.

    Beijos meu amigo poeta.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ely.
    Claro que aceito o poema-resposta. Toda poesia é bem vinda.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  10. Há maneiras e maneiras de "atacar" com o próprio olhar...

    ResponderExcluir
  11. Que bom você por aqui. E, sim, há maneiras e maneiras de se "atacar" com o próprio olhar, mas tem uns tão bons...
    Reli o poema, como você me sugeriu, e concordo contigo. Ficaria melhor sem a última estrofe, mais forte, mas o ata(ca)-me tinha que estar neste poema. Posso tê-lo em duas versões, a original e a kelliana! (rs...) Obrigado pela dica, isto já me aconteceu com outros poemas, antes de publicá-los. Aqui, agora, deixo como está pelos comentários e pela data da postagem, mas aqui neste meu comentário deixo dito que realmente este poema fica melhor só com as duas primeiras estrofes.
    Beijão.

    ResponderExcluir