quarta-feira, 23 de junho de 2010

Do falar...

Não falar com o olhar ou não falar com o corpo faz do falar com a boca algo mais inútil que o silêncio. A expressão que vem da alma pode, sim, passar pela boca, mas ela só tem valor se ratificada pelo olhar, pela respiração, pelo corpo, pelo toque....

25 comentários:

  1. Penso assim tb. É cheio de significado aquilo que não é dito com palavras.

    ResponderExcluir
  2. Ivan,

    que palavras bonitas. o corpo é uma linguagem, nosso sangue percorre por cada canto, ou seja, em cada canto lateja aquilo que sentimos. a boca é apenas uma das formas de linguagem, aquela dita,

    um beijo,

    ResponderExcluir
  3. O falar apaga as sombras das cordas poéticas, para mim,são puras vibrações por onde vamos lavando o tempo retido!!!

    Um beijo Ivan.

    Carmen Silvia Presotto
    www.vidraguas.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que o olho no olho seja eterno.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  5. ...simples...como deveria ser a vida!
    nos expressamos silenciosamente pelas emoçÕES e gestos sinceros que expomos...a fala...pode ou não ...estar à tiracolo.
    perfeito,ivan!
    bj
    taniamariza

    ResponderExcluir
  6. Pessoalmente, sim!

    Há anos luz de distância precisamos entender o falar no dizer do outro.

    Como agora, imagino você, Ivan!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  7. O pior é quando tudo destoa: A mão diz uma coisa, o olhar discorda, os pés entendem tudo errado e a boca então, esta sim se não ficar esperta, corre o risco de por tudo a perder...

    ResponderExcluir
  8. Das palavras, prefiro as escritas... da boca, prefiro o silêncio... do olhar, prefiro a carícia... mas a verdade, bem, esta vivo-a em teu corpo todo...
    Tuas palavras são inequívocas e me inspiraram a convidar-te a conhecer meu blog e tomar um chocolate comigo. Qeum sabe goste de lá e de mim, e resolva seguir-me também. Vá, me dará imenso prazer.
    Beijos.

    P.S.: Adorei as cores do seu blog.

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda acho que qualquer coisa é mais inútil que o silêncio. É nele que tudo o que realmente importa, vivi-fica.

    Um beijo enorme e cheinho de carinho, Ivan!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, Ivan...

    Que feliz a tua visita. Poder me trazer aqui e ler sobre o que fala o olhar.

    Todos os silêncios são permitidos. Todos trazem um texto impreciso, a ser desvendado, mas estão lá.

    Já o silêncio do olhar, esse nos cala. É o ponto final, preciso, definitivo, fim de linha...

    Bom estar aqui!

    Já te sigo, com prazer!

    Um beijo e ótima sexta...

    P.S.: Adorei a descrição - a tua pessoa: tu! Ícones da psicologia: sintam-se in-sul-ta-dos! rs

    ResponderExcluir
  11. Interessantíssimo, Ivan!
    Matéria para reflexão...
    Quanta vez pensamos estar falando, mas sem dizer nada...
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  12. De profundis, foi o que me fez lembrar a sua prosa.
    Muitas vezes falamos mas é o silêncio que impera.
    Bom fim-de-semana!
    :)

    ResponderExcluir
  13. A palavra é quase fria,
    quando desacompanhada de sinais.

    Só há diálogo verdadeiro
    quando olhos se encontram noutros.

    Um abraço,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  14. Qual a palavra do dizer do gesto?Qual o manifesto?Em parte sempre a ir... para nunca mais voltar, o que eu ia dizer com aquela letra do olhar.
    beijo
    Adriana Bandeira

    ResponderExcluir
  15. Ivan, fiquei muito feliz por você ter gostado do meu canto. Eu vim aqui ver o teu, e olha...eu também gostei bastante. És, sem dúvida um engenheiro com as palavras.
    Também te sigo! =)
    Agora terá de me aguentar!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  16. Sempre tive um problema sério, uma necessidade imperiosa de tocar o outro ao falar. Sempre falei com as mãos, depois de trocentos anos de análise, abandonei o hábito.

    Mas, concordo com você, o ato em si pressupõe muito mais que a pura mecânica.

    Beijo Grande

    ResponderExcluir
  17. Ivan
    Gostei muito de sua visita a meu blog...tbm vou te seguir.Fui lendo teus poemas, reflexões e me surpreendi cm a qualidade que vi por aqui.

    ResponderExcluir
  18. Fiz um passeio pelo blog, li muitos textos ótimos, poesia e prosa, gostei imensamente.

    ResponderExcluir
  19. Assim, bem clichê mesmo, digo que quem tem de falar é o coração :)
    Beijo.
    H.

    ResponderExcluir
  20. O corpo fala...já disse Pierre Weil. De nada adiantam as palavras se a expressão do corpo, do olhar, não confirmam o que foi dito.
    Beijokasssssssssss

    ResponderExcluir
  21. Oi Ivan
    A boca liberta sons organizados em palavras que, por sua vez, nunca deixarão de ser apenas sons se não forem confirmados pelo todo que nos constitui.
    Este é um belo pensamento que o Ivan nos transmitiu.
    Abraço amigo.
    Liliana josué

    ResponderExcluir
  22. Ivan,

    É isso! Exatamente assim...
    Um aforismo em prosa mais-que-perfeita, cujo teor levo comigo, como a melhor "dica de beleza" do dia.

    E não posso deixar de comentar tuas palavras nas janelas laterais... Apreciei imensamente teu modo de mostrar o que te é valoroso na escrita.
    Tua intensidade no modo de apreender a vida, tua inquietude em ebulição, e sobretudo "...a dúvida, que é certeza da qual não se deve abrir mão..."
    Também aplaudo o teu desatar de regras.

    Abraços.

    ResponderExcluir